Doutores da Alegria

Roda Besteirológica

Doutores da Alegria
Um dos espetáculos mais tradicionais do repertório dos Doutores da Alegria, a Roda Besteirológica, tem nova temporada, com direção de Ronaldo Aguiar e direção musical de nderson Spada e Sandro Fontes, todos artistas do elenco fixo da organização.

Nessa temporada, a Roda Besteirológica conta a rotina de um dia dos besteirologistas, que, em duplas ou trios, alternam-se em uma série de esquetes vividas no cotidiano das visitas aos leitos hospitalares.

‚ÄúReceber o convite para dirigir a Roda foi um grande presente. √Č uma grande brincadeira em que o palha√ßo conta para o p√ļblico sua rotina, seu dia a dia no hospital, de forma engra√ßada e l√ļdica. Afinal, palha√ßo acorda cedo, pega trem, metr√ī, vai de carro, moto, bicicleta, patins e at√© de jegue! Tudo √© permitido para chegar ao hospital, pois o trabalho nunca pode parar. Quem assistir ao espet√°culo vai ver que quando trabalhamos com aquilo que amamos tudo fica mais divertido e leve... E a vida tem mais significado. Espero que todos se divirtam do mesmo jeito que eu me diverti‚ÄĚ, comenta o diretor Ronaldo Aguiar.

A Roda Besteirológica surgiu a partir de um processo criativo interno, realizado originalmente na sede dos Doutores da Alegria, em que o elenco se reunia para compartilhar as cenas extraídas, inspiradas e criadas a partir da interação com as crianças. Em 2006, esta prática transformou-se em uma intervenção artística, inicialmente realizada a cada dois meses nos hospitais em que a ONG atuava.

No ano seguinte, a Roda Besteirol√≥gica foi pela primeira vez apresentada ao p√ļblico num teatro. A iniciativa, bem-sucedida, ganhou periodicidade bimestral.

Doutores da Alegria ‚Äď Doutores da Alegria √© uma organiza√ß√£o da sociedade civil sem fins lucrativos que atua junto a crian√ßas hospitalizadas, seus pais e profissionais da sa√ļde. A ess√™ncia do trabalho √© a utiliza√ß√£o no hospital da par√≥dia do palha√ßo que brinca de ser m√©dico, tendo como refer√™ncia a alegria e o lado saud√°vel dos pacientes e colaborando para a transforma√ß√£o do ambiente onde se inserem.

Fundada por Wellington Nogueira em 1991, a ONG j√° realizou um milh√£o de visitas a crian√ßas hospitalizadas. Ap√≥s mais de 20 anos de atua√ß√£o, est√° focada em tr√™s eixos: a amplia√ß√£o de seu p√ļblico; a articula√ß√£o de pol√≠ticas p√ļblicas nas √°reas de cultura e sa√ļde e de grupos e organiza√ß√Ķes de palha√ßos que atuam em hospitais; e a forma√ß√£o de artistas capazes de contribuir com outras realidades, tanto de palha√ßos e profissionais de sa√ļde como de outros segmentos.

Mantida por doa√ß√Ķes de pessoas e empresas, como a White Martins, a organiza√ß√£o possui a certifica√ß√£o de utilidade p√ļblica nas esferas federal, estadual e municipal. Recebeu o Pr√™mio Crian√ßa da Funda√ß√£o Abrinq pelos Direitos da Crian√ßa, foi inclu√≠da tr√™s vezes na lista das 100 melhores pr√°ticas globais da divis√£o Habitat da Organiza√ß√£o das Na√ß√Ķes Unidas. Recebeu ainda o Pr√™mio Cultura e Sa√ļde, em 2009 e 2010 pelo Programa Cultura Viva, iniciativa conjunta dos Minist√©rios da Cultura e Sa√ļde. Recentemente, recebeu a certifica√ß√£o do Conselho Nacional de Assist√™ncia Social ‚Äď CNAS.
Doutores da Alegria