Ninguem é de ninguem

Zíbia Gasparetto pelo espírito Lucius

Ninguem é de ninguem
Espetáculo emociona e faz levar para casa uma linda lição de vida.
Com mais de um milh√£o e meio de c√≥pias vendidas em todo o pa√≠s, a obra \"Ningu√©m √© de Ningu√©m\" de Z√≠bia Gasparetto, pelo esp√≠rito L√ļcius, com adapta√ß√£o e dire√ß√£o assinadas por Sergio Lelys.
H√° quem pense que sentir ci√ļme √© provar que se ama ardentemente. At√© descobrir que ele transforma sua vida amorosa em dolorosa trag√©dia, que termina em amarga separa√ß√£o. O enredo torna evidente que, se fizermos as contas, perceberemos que sofremos mais com as pessoas que amamos do que com aquelas que nos odeiam. Distante da vis√£o idealizada do amor, no enredo , o sentimento √© retratado em diversas vertentes e mostra casos em que relacionamentos com ci√ļme se tornam um tipo de obsess√£o.O espet√°culo emociona e o espectador leva para casa uma linda li√ß√£o de vida. Ningu√©m √© de Ningu√©m √© um espet√°culo para as mais amplas e diferenciadas plat√©ias , n√£o havendo restri√ß√Ķes de religi√Ķes, doutrinas ou cren√ßas. A pe√ßa √© um romance, uma hist√≥ria de supera√ß√£o onde se √© poss√≠vel rir, emocionar e refletir sobre ci√ļmes, apego , trai√ß√£o e principalmente sobre o falso e o verdadeiro amor, percebendo-se que a vida afetiva √© um constante exerc√≠cio de autodom√≠nio, e que s√≥ possu√≠mos a n√≥s mesmos , pois Ningu√©m √© de Ningu√©m.
Ninguém é de Ninguém.
Ninguem é de ninguem